publicado em 31/10/2017 às 16h08
As pérolas dos fraudadores do concurso para Delegado

Quem busca a fraude em um concurso já diz logo o que não tem: conhecimento. E pelas respostas dadas pelos fraudadores do concurso para Delegado identificados pela Operação Porta Fechada, sob a responsabilidade da Polícia Civil do Goiás, conhecimento é o que faltou para eles.

Os erros, grotescos, foram divulgados pela Polícia Civil. E demonstram que os fraudadores não tinham a menor condição de conseguir uma mísera vaga no concurso.

Fraude em concurso para delegado: Mulher deu casa de R$ 800 mil para ser aprovada!

Fraude nos concursos: Polícia Civil faz busca e apreensão no Cespe

Fraude no Concurso de delegado da PCGO: fraudadores podem ser de “dentro” do concurso

Algumas provas demonstram que os candidatos entregavam questões parcialmente em branco, com meras repetições do enunciado, permitindo o posterior preenchimento pelos fraudadores.

O nível das respostas é lamentável. É de se perguntar mesmo como eles passaram pelo Exame de Ordem (se é que fizeram a prova da OAB). A FGV, tenho a mais absoluta certeza, seria implacável com eles.

Estagiários do 4º semestre não cometeriam tais barbeiragens. Reparem em algumas das respostas (A transcrição das respostas foi literal, com erros e tudo).

Aqui fica uma dica valiosa: Querem ser Delegados entrando pela porta da Frente? Preparem-se com o Jus21 no Curso para Delegado de Polícia 2018:

Curso para Delegado de Polícia Civil 2018

Estudem com quem entende MUITO de preparação para Delegado de Polícia Civil!  E entrem no cargo pelo mérito, pela porta da frente. Não existe alternativa a isso!

O curso é coordenado pelo professor Geovane Moraes Curso e tem a preparação focada para o candidato que pretende ingressar nos quadros da carreira de Delegado da Polícia.

O investimento é de R$ 1.490,00, podendo ser parcelado em até 6X de R$ 248,33.

Vejam agora algumas das pérolas apresentadas por alguns dos 13 candidatos que fraudaram o Concurso da PC/GO:

As pérolas dos fraudadores do concurso para Delegado:
fraudadores do concurso para Delegado

"o investigado não pode opor suspeição ao delegado, pois o inquérito policial tem objetivo, natureza inquisitorial, coferindo assim ao delegado poder discricionário de atuação, buscando responder dois quesitos básicos "materialidade e autoria" aplicando desta maneira a persecução penal."

fraudadores do concurso para Delegado

"Com base na convenção das nações unidas contra o crime organizado transnacional os atos caracterizados como infrações no que se refere a criminalização da corrupção."

fraudadores do concurso para Delegado

“A exigência especificas para a investigação preliminal de detentos de fora por prorrogação de função na instauração por prerrogativa de função e na apreciação”.

fraudadores do concurso para Delegado

"De acordo com a Constituição Federal são detentores de foro privilegiado o presidente da república, senadores, deputados federais; entre outros o que lhes garante tratamento singular, diferenciado na aplicação da lei penal, consonante a isso o STF.

Elementos que devem ser observados em sede de instauração de inquérito policial, nos casos em que a lei permitir devem sequir de imediato comunicação as autoridades competentes, inclusive com remessa dos autos e qualquer medida restritiva de direito deverá ser solicitado e autorizada pelos tribunais superiores competentes sob pena de nulidade."

As pérolas dos fraudadores do concurso para Delegado atestam que as bancas de concursos precisam passar por uma séria supervisão. Esse tipo de fraude prejudica imensamente quem tenta entrar pela porta da frente. Os presos na Operação Panoptes responderão por formação de organização criminosa, fraude a certame licitatório, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro, em alguns casos.



Cursos, Treinamentos & Produtos

11 ANOS DO
BLOG EXAME DE ORDEM