publicado em 12/03/2019 às 15h41
O peso da obrigação de passar da OAB

"Você tem de passar na OAB!!!"

Essa frase pode ter sido dita por alguém muito próximo a você, ou mesmo seja aquela voz interior berrando no seu juízo a cada 30 minutos, especialmente agora, na véspera da prova.

A pressão vem de todos os lados e se faz sentir com uma intensidade cada vez maior.

"Você tem de passar na OAB" é uma verdadeira opressão!

E por mais opressivo que seja, ainda assim, você NÃO TEM de passar na OAB.

"Mas Maurício, se não passar na OAB não viro advogado!"

Sim, isso é óbvio!

A questão aqui é que estamos tratando de imperativos de ordem EMOCIONAL! E esses imperativos têm o condão de influir no comportamento e com um reflexo substancial no desempenho na hora da prova.

"TER de passar" na prova é DIFERENTE, bem diferente de simplesmente passar na OAB.

"TER de passar" é uma obrigação, apenas passar é uma CONSEQUÊNCIA.

Há um abismo entre um e outro.

Você vai passar na OAB de uma forma ou de outra, até porque quem estuda colhe, por mera força da gravaidade, os frutos do próprio esforço. A aprovação VEM ATÉ VOCÊ.

Ter de ser aprovado já é diferente: você é obrigado a encontrar o resultado, e a obrigação vem com tudo por cima dos seus ombros. Daí o stress, a ansiedade e todos os demais efeitos de ordem emocional vêm juntos.

Whatsapp do Blog Exame de Ordem - 61.993144383

O grande ponto é que muitos não conseguem tratar com naturalidade o fato de ir fazer a prova da OAB, algo previsto desde antes de se entrar na faculdade, e, especialmente, não conseguem lidar com a possibilidade de virem a reprovar, ideia refutada por 10 entre 10 candidatos.

Reprovar não é algo bom, evidentemente, mas não é algo sobrenatural, mortal, humilhante ou desabonador. Reprovar é reprovar, e faz parte do jogo.

Tanto faz parte do jogo como morrer também faz parte da vida: acontece!

A diferença é que a prova não é uma questão de vida ou morte (muitos acham que é) mas sim uma mera etapa da vida. Na realidade, a etapa inicial da vida profissional e, com toda a certeza, não é a mais problemática e difícil.

Entenda: não transforme o Exame de Ordem naquilo que ele NÃO É!

Se você estudou, se está fazendo as revisões e está se preparando, você VAI SER APROVADO!

Pode ser agora, pode ser na próxima prova. Não importa, você vai ser aprovado!

Passar na OAB não é uma obrigação, e sim uma consequência. E a sua hora está para chegar.



Cursos, Treinamentos & Produtos

11 ANOS DO
BLOG EXAME DE ORDEM