publicado em 26/12/2018 às 14h24
MEC autorizou hoje mais 19 cursos de Direito

O ano está terminando mas o MEC continua na sua cruzada irresponsável contra a educação jurídica no Brasil! Hoje o Ministério autorizou a abertura de mais 19 faculdades de Direito, em um total de mais 2.880 vagas para estudantes de Direito no Brasil!

Estamos vivendo o ponto máximo de saturação do mercado jurídico no país.

E, é claro, não existe nenhuma lógica que sustente tamanha expansão. Nenhum fundamento técnico racional justifica o que o MEC está fazendo: trata-se de um puro balcão de negócio mesmo! Autorizações a rodo de vagas e faculdades para atender interesses apenas do empresariado da educação.

 

O Ministério passou o ano inteiro bombardeando a educaão jurídica, como o Blog vem denunciando de forma pioneira:

Brasil atinge hoje a insustentável marca de 1517 faculdades de Direito

MEC autorizou 201 cursos de Direito em 2018. Mais 468 pedidos aguardam análise

MEC e CNE deveriam sofrer imediatamente forte intervenção!

Auditoria do TCU detona o MEC e a qualidade do ensino jurídico no Brasil

A audiência pública do CNE e a ruína da graduação em Direito

No último censo da educação superior o curso de Direito tinha 255.128 vagas de Direito. Não entra nesse cálculo as vagas autorizadas em 2017, pois o censo não pegou esses dados. Ou seja, é bem factível achar que já passamos da marca de 300 mil vagas em cursos de Direito no Brasil, em um universo de um total de 860 mil matriculados do 1º até o 5º ano da faculdade. Considerando que em medicina nós temos tão somente 31 mil vagas (atualmente congeladas), a situação da educação jurídica é verdadeiramente calamitosa!

A nível de competição entre as faculdades apenas sobe, em o mercado se coloca em um estado de competição predatória, com mensalidades cada vez mais baixas e sem nenhum critério admissional, exceto o da capacidade de pagamento.

A advocacia tende a ficar cada vez mais saturada, o Exame de Ordem cada vez mais difícil, como único instrumento de proteção ao mercado, e os concursos ficam ainda mais disputados.

Aliás, o Exame de Ordem efetivamente está mais difícil:

O Exame de Ordem já mudou! Vocês estão acompanhando?

O MEC não tem nenhuma preocupação com o mercado, ou seja, não existe nenhuma política educacional voltada para atender exatamente às necessidades do país.

Onde está o Ministério Público que não faz nada para ao menos tentar conter essa política sem pé e nem cabeça?

E não tenham dúvidas: daqui até outubro desde ano o MEC vai autorizar muito mais vagas. Mas muito mais mesmo!

As porteiras estão abertas!

Confiram o D.O.U. clicando no link abaixo: Diário Oficial da União de 26/12/2018