VadeMecum

VadeMecum

publicado em 10/04/2018 às 16h43
Manual de aquisição de Vade Mecuns para a OAB

Quais são os Vade mecuns para OAB mais indicados visando a 2ª fase do Exame de Ordem? Esse é um questionamento importante, muito importante mesmo, porque o vade é FUNDAMENTAL para o treinamento e mesmo para a prova em si da 2ª fase.

A escolha do vade, portanto, é crucial para o sucesso na prova.

Chegou a hora de tratar de tudo que diz respeito aos vade mecuns para OAB.

O guia de estudo para a 2ª fase da OAB

Todos os vade mecuns para OAB relacionados nesta publicação poderão ser usados na prova da 2ª fase, sem exceções. Evidentemente, não vou relacionar todos os vade mecuns do mercado, mas isso não significa também que eles não possam ser usados.

Antes, algumas regras:

1 - Não usem vade mecuns compactos. Estes não têm todo o rol de leis necessárias para a consulta;

2 - Não é proibido, é claro, mas eu NÃO RECOMENDO vade mecuns para o Exame de Ordem, seja de quaisquer editoras, que não sejam de 2018. Essa é uma regra elementar: a banca pode cobrar qualquer lei que tenha sido publicada antes do edital. Vade mecuns para OAB desatualizados podem trair o candidato na hora da prova.

Como vivemos uma era de profusa criação legislativa, o risco do candidato ser surpreendido por uma pergunta que envolva legislação recente é real.

As novas leis permitidas no XXV Exame de Ordem

Vade mecuns mais velhos, claro, podem ser usados. Mas todo candidato deve estar ciente do risco implícito que isso envolve.

O ideal, sempre, é comprar o material mais atualizado possível.

Preparem-se FORTE para a 2ª fase do XXV Exame de Ordem

3 - O edital proíbe, expressamente, vade mecuns com legislação comentada, anotada ou comparada. Não comprem esse tipo de vade que o fiscal, na hora, vai tomá-lo de vocês.

Publicado Edital XXV Exame de Ordem

4 - Muitas editoras têm vade mecuns específicos para cada disciplina. Em regra estes vades sozinhos dão conta de atender os candidatos na hora da prova. Alguns, contudo, precisam da companhia de um vade geral, para complementação, por não serem tão completos assim. Durante a preparação o candidato tem de sentir se seu vade dá conta sozinho do recado.

Quanto aos examinandos que irão fazer a prova de Trabalho, é "obrigatório" (no sentido de ser necessário) levar um vade geral, para consulta, se necessário, do Código Civil ou do NCPC. Isso é uma demanda da própria disciplina. Logo, quem faz trabalho tem de levar Vade + CLT.

IMPORTANTÍSSIMO: Quem for fazer trabalho na 2ª fase PRECISA comprar uma CLT nova. Não tem para onde correr! Como teremos a estreia da reforma da CLT na 2ª fase, ter uma CLT nova é questão de sobrevivência. IMPORTANTÍSSIMO 2: Não comprem CLT's comparadas! Se o fiscal na hora da prova resolver encrencar, ele estará protegido pelo próprio edital. Não corram esse risco!

5 - Não demorem para comprar o vade. E por um motivo simples: eles esgotam rapidamente, e as editoras não têm tempo para repor a produção até a prova.

6 - Não comprem vade mecuns de jurisprudência ou focados em carreiras específicas, como magistratura ou policiais.

Optem por vade mecuns para o Exame de Ordem ou para "OAB e Concursos."

Isso significa que os outros vades não podem?

Especificamente os de jurisprudência não! Esses com certeza serão tomados de vocês na hora da prova. Já os voltados para concursos específicos eu simplesmente não os olhei. Muitos podem ter jurisprudência ou um rol de legislação inadequado para a OAB.

Exame de Ordem tem particularidades e é melhor observá-las. Uma delas é a limitação das remissões, que não podem ter indicação de jurisprudência. Vades específicos para concursos podem ter remissões contrárias à regra do edital do Exame.

Já os vades "OAB e Concursos" têm essa preocupação, podendo ser usados na 2ª fase.

7 - Vade Mecum custa dinheiro. É um investimento. Logo, tenham isso em mente na hora de adquirir um. Faz parte do processo de aprovação.

8 - Estudar para a 2ª fase sem um vade é um imensa perda de tempo, até porque o vade vai para a prova. Logo, não percam tempo! Vamos aos vades: Vade Mecum Penal para o XXV Exame de Ordem O professor Geovane Moraes lançou pela Editora Análise Jurídica a 15ª Edição de seu Vade: o Vade Mecum de Penal do professor Geovane Moraes. O vade de Penal do professor Geovane é simplesmente o MELHOR do mercado! Feito por quem sabe fazer DO ZERO um vade mecum. O Vade Mecum de Penal do professor Geovane Moraes.
1 - Vades gerais
Vade Mecum Saraiva Vade mecum tradicional no mercado. Pode usar sem sustos. Vade Mecum Método Outro vade mecum de qualidade para o Exame de Ordem. A Método tem desenvolvido um trabalho muito bom com seus vades.   Vade Mecum Impetus William Douglas, o Guru do Concursos, coordena este vade.

Vade Mecum Rideel

Trocentos anos atrás, quando fiz a minha OAB, levei um vade Rideel para a prova. A capa ainda era verde e este vade era bem difundido. Muito tradicional.

Vade Mecum RT A RT também tem um vade bem conceituado no mercado.  

Esses são os Vade mecuns para OAB indicados!

São muitos vades para serem relacionados, mas os que estão aqui darão conta, seguramente, do recado. Lembrando que a lista não é exaustiva e outros vades podem ser adquiridos. Entretanto, ao comprar um, tenha sempre em mente as restrições do edital.

Sugestão de livros de teoria:

Coleção Completaço 2018

Coleções de outras editoras: Coleção da Editora Método Coleção 4Ps da OAB - Rideel Livros de prática profissional muito bons para quem quer uma referência teórica para estudar.

Agora a escolha é de vocês!



FIQUE POR DENTRO
RECOMENDAÇÕES DO BLOG

Cursos, Treinamentos & Produtos

11 ANOS DO
BLOG EXAME DE ORDEM