publicado em 01/02/2021 às 10h00
Existe o risco da pandemia suspender novamente o Exame de Ordem?

Recebo diariamente perguntas sobre a possibilidade do recrudecimento da pandemia, em especial após o surgimento de uma nova cepa do COVID, que vitimou tantas pessoas em Manaus, levar a um novo adiamento do Exame de Ordem.

Ano passado eu fui o primeiro a levantar essa possibilidade, ainda no dia 12 de março:

12/03/2020 - Escalada do coronavírus pode afetar o Exame de Ordem

E afetou muito! Foram 5 paralisações que tomaram muitos meses de todos nós. A prova sói voltou em 6 de dezembro.

E agora o número de contaminados voltou a subir mais uma vez:

Metrópoles - Com UTIs lotadas e nova cepa do coronavírus, Região Norte teme colapso generalizado na saúde

Poder360 - Nova cepa explica explosão de casos de covid no Amazonas, diz pesquisador

Em função do novo contexto, do histórico recente e da explosão da nova cepa, a preocupação dos candidatos faz todo sentido.

Pois bem! Vamos analisar a situação ponto a ponto.

1 - Sim! Existe o risco da prova ser adiada. Isso não pode ser negado. Contudo, para isto acontecer, será necessário uma sensível piora em mais estados da federação. 

E é provável, diferentemente do ano passado, que se um estado ou cidade estiver em lockdonw, a banca os exclua da prova. Isso quase aconteceu com algumas cidades na véspera da última segunda fase.

2 - Considerando o contexto HOJE, com as atuais circunstâncias, NÃO vejo a prova sendo ADIADA.

3 - Alguns fatos corroboram com este meu ponto de vista. A OAB divulgou quinta passada o edital da repescagem. E hoje divulgará a relação dos ausentes no XXXI Exame que poderão fazer a prova da 2ª fase do XXXII.

Ou seja: a Ordem está executando normalmente o cronograma do XXXII Exame de Ordem. É um óbvio sinal de continuidade do certame.

4 - O contexto social e psicológico HOJE sobre o Exame é completamente diferente do início da pandemia. O medo que a doença criou início do ano passado não é o mesmo do atual momento. A questão foi amplamente politizada, com questionamentos sobre o uso de máscara, eficácia da vacina, isolamento e impacto econômico.

5 - Não me parece que as autoridades públicas estão muito interessadas em estabelecer novos lockdowns. Temos o caso em Manaus e a bandeira vermelha em São Paulo, mas o rigor nos bloqueios antes visto não tem sido o mesmo. Só uma piora muito intensa pode mudar esse cenário.

6 - A OAB aplicou a prova da 2ª fase em 6 de dezembro passado sem maiores intercorrências. Na realidade, não surgiu NENHUM relato de candidatos contaminados em locais de prova. Sob este aspecto, e é preciso reconhecer isso, o retorno do Exame foi um sucesso, pois a Ordem conseguiu garantir a segurança de todos com seus protocolos.

7 - A vacinação já iniciou no país. Não ainda em um ritmo intenso, mas o suficiente para que as pessoas vejamas circunstâncias com mais otimismo. E isso reduz as chances de lockdowns.

Em suma: não vejo hoje elementos para um adiamento da prova da próxima 1ª fase.

Obviamente o cenário pode mudar. Estamos lidando com circunstâncias muio fluídas, mas realmente não creio em um adiamento considerando o dia de hoje até a data da prova.

Melhor orientação: estudem seriamente considerando que a 1ª fase de fato será aplicada no dia 07/03.

Eu diria que a chance de termos a prova chega aos 90%.



FIQUE POR DENTRO
RECOMENDAÇÕES DO BLOG

Cursos, Treinamentos & Produtos

11 ANOS DO
BLOG EXAME DE ORDEM