Curso preparatório para a 1ª fase do XXXII Exame de Ordem

Venham se preparar forte para a próxima OAB

publicado em 05/05/2019 às 20h19
Calendário final e o que esperar do XXVIII Exame de Ordem

Agora chega o momento de se preparar para a longa espera pelo resultado do XXVIII Exame de Ordem. E essa espera será um pouco longa. 

Serão 19 dias de muita expectativa. Não é o maior intervalo entre a prova e um resultado, mas para quem vai esperar o tempo passará muito devagar.

Confiram o calendário final:

É interessante constatar que as provas não escaparam do que foi previsto aqui: foram razoáveis em função do contexto:

Não faz o menor sentido ter medo da próxima prova da 2ª fase!

É verdade sim que a dificuldade das provas da 1ª fase estão seguindo uma oscilação, sendo que quando uma prova é mais "fácil", a seguinte vem mais complicada.

Curiosamente, a última 1ª fase (XXVIII) não foi tão complicada quanto a 1ª fase do XXVII.

Como contraponto, acredito que a atual 2ª fase foi um pouco melhor do que a 2 fase anterior. 

Mas não vi, até agora, maiores problemas técnicos nas 7 provas.

Temos dois pontos relevantes:

1 - A prova de Tributário pode render reprovações pelo fato de muitos candidatos não teremos sido preparados especificamente para a peça, como muitos manifestaram nas redes sociais. Mas a prova é escorreita.

2 - Em Civil foi uma Contestação com Reconvenção. Quem fez só Contestação não deve ficar preocupado: a banca tende a aceitar as duas formas. Amanhã explicarei o porquê disto.

Tirando problemas pontuais, na média as provas subjetivas têm sido bem parelhas quanto a dificuldade, o que dá um certo alívio aos examinandos que porventura venham a ser aprovados na 1ª fase.

Então, em um primeiro momento, a perspectiva é de que tenhamos um bom percentual de aprovação nesta 2ª fase.

Mas agora temos pela frente a correção da FGV.

Publicados os padrões de resposta da 2ª fase do XXVIII Exame de Ordem

Nunca, nunca mesmo, podemos subestimar o poder de estrago dessas correções, que nunca superaram o o razoável, sendo que em regra oscila no ruim.

Claro! Com provas mais fáceis a tendência é de termos correções melhores, mas sempre temos de deixar o pé atrás. Infelizmente isso precisa ser dito, pois é a mais absoluta verdade: a FGV até hoje não aprendeu a corrigir direito as provas.

Dá para, no máximo, chamar as correções de razoáveis.

Em que pese os padrões terem sido publicados hoje, somente no dia 24/05 saberemos o resultado do XXVIII Exame de Ordem, quando a verdade sobre como será a correção da FGV será revelada, pois o que vale mesmo é o espelho de correção.

O padrão apresenta o gabarito de cada prova, mas a FGV usa o espelho como baliza de correção e pontuação. É o espelho, na realidade, que manda na correção.

Agora, neste exato momento, NINGUÉM está aprovado, mesmo que o padrão esteja alimentado doces esperanças. É preciso aguardar!

Mas, de toda forma, quem foi bem nas provas de ontem pode começar a alimentar a esperança no coração. Quando temos provas boas a perspectiva é que a aprovação chegue a casa dos 50%, o que é uma média bem alta, especialmente considerando o Exame de Ordem.

Acreditem: a transformação de bacharel em advogado está mais próxima do que nunca agora!

Os recursos dos candidatos poderão ser apresentados só após a divulgação do resultado preliminar, e eles dependerão dos espelhos (não temos ainda a distribuição das notas por item) como também cada caso deve ser visto de forma particular, afinal, cada recurso demanda uma abordagem específica.

Temos 19 dias de hoje até o dia do resultado do XXVIII Exame de Ordem!

Preparem seus corações para esta longa jornada!



Cursos, Treinamentos & Produtos

11 ANOS DO
BLOG EXAME DE ORDEM