Teses Jurídicas Pós-Pandemia

Venham se preparar para o futuro das lides no país!

publicado em 22/05/2020 às 15h33
Advogada é presa por furto ao sair de mercado sem pagar

Uma advogada de 37 anos foi presa em flagrante ontem, pelo furto de R$ 817,33 em produtos do Comper Jardim dos Estados, em Campo Grande. Entre os itens, três peças de picanha e colchão inflável.

O flagrante aconteceu ontem à tarde, por volta das 13h, registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) da região central. Por ser crime de menor potencial e com pena inferior a quatro anos, a fiança foi arbitrada pelo delegado, estipulada em R$ R$ 1.045,00, paga no local e a mulher foi liberada.

No boletim de ocorrência, consta que o funcionário observou que a advogada colocava produtos no carrinho, com muita rapidez, sem olhar preços e os cobria com planfletos promocionais.

O funcionário aguardou que ela fosse até o caixa e concluísse as compras para averiguar se algum produto não seria registrado. Ao constatar que alguns itens não passaram pela esteira da compra, seguiu a cliente até o estacionamento.

A advogada foi abordada quando já estava colocando as compras no porta-malas. Na conferência do cupom fiscal, o funcionário listou R$ 817,33 em produtos que foram furtados. A mulher se ofereceu a pagar os itens, mas, por conta do alto valor e dos vários produtos, optou-se em registrar a ocorrência.

No boletim de ocorrência, não constam quais itens fora furtados. O delegado Antônio Souza Ribas Junior que registrou a ocorrência, disse à reportagem que, entre os produtos, estão três peças de picanha e colchão inflável.

Fonte: Campo Grande News



Cursos, Treinamentos & Produtos

11 ANOS DO
BLOG EXAME DE ORDEM