Como se Preparar para a Prova

Como criar disciplina para estudar?

Como criar disciplina para estudar

Como criar disciplina para estudar? Como sentar religiosamente todo dia na cadeira e estudar? Esse é o sonho de todo o estudante, em especial para aqueles que estão se preparando para o Exame de Ordem, pois o tempo de estudo é curto e o volume de material a ser assimilado é bem considerável.

Vencer o sono, a distração, a falta de motivação e seguir em frente até se tornar em um estudante sério e compenetrado.

Fácil, né?

Talvez seja, dependendo de um pouco de paciência e da metodologia correta.

Como criar disciplina para estudar?

Existe uma metodologia bem interessante para se desenvolver o mais significativo e importante elemento para se estudar. Impondo a disciplina, não importa o estado motivacional, pois as tarefas serão levadas a cabo de toda forma.

E o que é mais importante? A disciplina ou a motivação?

A motivação, falando de modo geral, opera sob a presunção de que é necessário um estado mental ou emocional particular para que uma tarefa seja realizada. Já a disciplina separa o funcionamento externo dos sentimentos e mudanças de humor, e assim ironicamente, ao melhorar as emoções de modo consistente, evita o problema.

As implicações disso são enormes.

Levar as tarefas a cabo efetivamente causa os estados interiores que procrastinadores crônicos acreditam que precisam para iniciar as tarefas em primeiro lugar.

Colocando de forma mais simples, não se deve esperar até se estar em boa forma para começar a treinar. Treina-se para se chegar à boa forma.

Como fazer isso?

1 – Passos de bebê

Como criar disciplina para estudar

Seu cérebro resiste a mudanças abruptas. Se você motivar-se para uma grande mudança forçada “a partir de amanhã, eu sou uma nova pessoa”, você só vai se desgastar e voltar atrás. Mudanças grandes e abruptas simplesmente não funcionam, lentas e constantes sim. É o efeito ioiô da disciplina. Você quer navegar na borda de sua zona de conforto, que é a única atitude sustentável.

Quando você progride em passos de bebê, você, consequentemente, vai se encontrar em uma nova pessoa a cada ano, não sabendo exatamente quando ou como isso aconteceu.

O truque aqui é fazer pequenas alterações e deixar que seu cérebro as aceite como a nova linha de base. Isso fará com que o próximo passo seja mais fácil, porque a linha de base foi movida. Lave, enxágue e repita.

Se você está navegando, significa que a onda está se movendo para frente, abaixo de você. E isso é uma coisa legal.

O que eu vou dizer agora pode soar banal, mas realmente não é: Grandes coisas são compostas por pequenas coisas. Pequenas mudanças que você começa a seguir e todos os dias se somam aos resultados surpreendentemente enormes:

– Usa as escadas todos os dias. Isto representa apenas cinco ou dez calorias, mas, em um ano, equivalem a três pizzas. E isso são apenas calorias.

– Se você fizer coisas ao redor da casa por dois minutos todos os dias, você vai se surpreender como o lugar ficará arrumado um mês depois.

2 – Pequenas, mas consistentes coisas. Use as escadas.

Seu cérebro resiste a mudanças bruscas, mas pequenas mudanças contornam essa resistência, o que nos leva ao próximo passo:

Como criar disciplina para estudar

O princípio da gradualidade

Você pode fazer grandes mudanças por partes, gerenciáveis. O truque é que o “troll” (criatura horrenda) resistente às mudanças que vive dentro de sua cabeça, não perceba que algo grande está acontecendo. A resistência aumenta substancialmente, na proporção do tamanho da mudança. Este princípio está ligado à várias esferas da vida:

– Recrutamento para tornar alguém um espião não acontece logo de cara: “Olá senhor, como você gostaria de trabalhar para um governo estrangeiro que arruína o seu próprio país?”. É uma série de passos relativamente inócuos e justificáveis ??- jantares, pequenos presentes e pedidos de informações que eventualmente culminará em alta traição.

– Tem para usos políticos.

– Há um experimento mental chamado de “rã em água quente”, que a princípio poderia ser besteira, mas, se você colocar um sapo em uma panela de água e deixe ferver, o sapo não pula para fora, porque o aquecimento é gradual.  Eu não tenho idéia por que alguém faria isso, ou se é verdade, mas é o mesmo princípio que você precisa para destruir seu sabotador interior (troll). Ferva o desgraçado vivo. Lentamente, sem dar aviso prévio.

Nós queremos usar o mesmo mecanismo para o bem.

Quer começar a se exercitar mais? Dê um passeio. Quer corrigir sua dieta? Comece cortando o que mais gosta – doces, por exemplo. Quer parar de fumar? Pegue o último cigarro do dia, o quebre ao meio e jogue-o no vaso sanitário. O que nos leva a:

3 – Controle deliberado de exceções

A melhor maneira de gerir os seus vícios é aceitá-los e programá-los. Você não pode desejar que não existam, simplesmente, mas pode assumir o controle deles e redirecioná-los à inércia e, conscientemente, incluí-los em seu plano. Este é o método de Judô.

A chave é controlar o tempo e a dose. Dieta? Planeje dias e horários (digamos, uma vez por semana). Está desperdiçando valiosas horas de sua vida no Facebook? “Okaaay não mais Facebook.” Errado! “Vou usar o Facebook durante 20 minutos à noite para conversar com amigos e pronto” correto!

Lembre-se que o seu cérebro resiste a mudanças bruscas, ao contrário disso, com mudanças lentas, responde com recompensa imediata. Você pode programar as exceções, absolutamente sem exceções (com as exceções previstas).

É totalmente normal dizer “Hoje é meu dia de preguiça. Estou indo para casa ficar só de cueca, comer pizza e jogar jogos de computador”. Mas fazê-lo consciente, esporádica e deliberadamente – não deixar isso acontecer com você por ausência de planos melhores. Qualquer plano é melhor do que isso.

Paradoxalmente, passar o dia sem fazer nada não é agradável, porque faz você se sentir culpado e inútil. Mas você vai realmente aproveitar esse dia de preguiça quando fizer isso de forma consciente e planejada para relaxar e descontrair. Há dias de pijama, sorvete e assistindo a farra de “Gilmore Girls” (série americana). Mas você deve comandá-los, não eles a você.

4 – Cotovelada e Compromisso

Há um truque muito poderoso: usando menos toques de resistência na direção certa para contornar suas defesas contra fazer coisas boas para si mesmo. Vou explicar.

O ponto é o de diminuir a resistência do seu cérebro dando um passo simbólico na direção desejada para não despertar o “troll”.

Como criar disciplina para estudar 2

Este princípio foi introduzido por Scott Adams (e a pesquisa psicológica adotou) – se você não estiver com vontade para trabalhar fora de casa, mas tem que ir, basta colocar sua roupa de ginástica. Isso é fácil, certo? Também é o suficiente para fazer seu cérebro alternar as direções, e de repente você se encontra exercitando.

Dê pequenos passo simbólicos na direção da mudança pretendida.

Sobre o tema da cotoveladas e lembretes, eu recomendo o trabalho de Dan Ariely.

Se você quiser comprar, digamos, roupas de ginástica e alimentos (como eu fiz há alguns dias), faça nessa ordem exata. Dessa forma, você está se preparado para fazer escolhas mais saudáveis na alimentação.

Há duas razões para isso – cotoveladas (este é super-mega-uber-turbo-giga-hiper-rei-“kamehameha” importante), e a necessidade de coerência. Você quer enganar o seu cérebro. “Acabei de comprar equipamentos esportivos – Eu sou uma pessoa que faz escolhas saudáveis. Portanto, eu devo evitar o corredor de guloseimas “.

Consistência funciona, porque inconsistência literalmente ameaça a integridade do ego. Nossas escolhas passadas formam nossa identidade, e queremos preservá-la. Você literalmente faz escolhas mais saudáveis ??por uma questão psicológica de auto-preservação. A “defesa do ego” faz o trabalho duro para você. Isso é um “Lifehack” (termo que significa truques de produtividade que podem ser aplicados para superar a sobrecarga de informação, pendências e tarefas do dia-a-dia) .

Deixe-me dizer isso de novo: a consistência é uma questão de sobrevivência para o seu senso de auto-preservação. Você pode usá-lo para fazer quaisquer coisas com você mesmo, pequenas, inteligentes, sem resistência, e traça uma trajetória benéfica. Este é o armamento nuclear da gestão de estilo de vida. Use-o com sabedoria.

5 – Recarregue

Uma coisa que é super importante quando você quer tomar o controle de sua vida – não esteja cansado e não fique estressado. Fácil na teoria, eu sei, mas eu vou te mostrar como fazê-lo.

Quando você está exausto mentalmente, as coisas que você faz (ou não faz) tendem a estar longe de suas decisões conscientes e de seu julgamento. Quando você quiser cultivar bons hábitos, aprenda a “recarregar as baterias”.

Como criar disciplina para estudar

Se você estiver com a vaga sensação de que esta em uma situação de “quem veio primeiro, o ovo ou a galinha”, e que você precisa estar no controle razoável da sua vida para evitar o estresse e fadiga, você precisa estar tranquilo para ter um melhor controle de sua vida – você está totalmente certo. Mas você pode adicionar um regime de recarga eficaz para momentos de estresse, cortando assim o laço em seu ponto mais fraco. Na verdade, se você tem um estilo de vida estressante, você deve fazê-lo especificamente. É fácil, e leva apenas 10 minutos.

É também cada vez mais popular – a internet está repleta deste conselho, mas raramente neste contexto – de forma específica para acabar com o esgotamento do ego e a fadiga. O que é surpreendente, considerando que é o segundo uso mais importante para ele. (Em primeiro lugar a saúde mental em geral.)

E a coisa é: Meditação. Da forma mais simples (e eu acho melhor). Sente-se, limpe sua cabeça, acalme sua respiração e observe o “vazio” de sua mente em seu estado natural – que é tudo que existe. Todo o resto é opcional, na melhor das hipóteses.

Eu prometo a você que isto lhe dará mais força para acompanhar as suas decisões e planos conscientes, ou pelo menos melhorar significativamente. É a “poção mágica” de auto-regulação, uma parada para a mente, a determinação da vontade.

Este é o material interno. É igualmente útil para gerenciar o externo. Remover distrações e tentações de seu ambiente, simplificar, de modo que sua mente não é (mesmo inconscientemente) ocupada por uma centena de pequenas coisas, mas é capaz de se concentrar totalmente na única coisa que você está fazendo no momento. Multitarefa eficaz não existe. A divisão da atenção em multitarefa é um jogo de soma negativa.

Noções básicas de gestão ambiental:

Ter um lugar arrumado ajuda toneladas. Se a sua casa está bagunçada, será parte de seu circuito da destruição. Peça aos amigos para ajudar (“Eu estou tentando organizar minha casa e vida, por favor, venha me ajudar – eu vou comprar cerveja e pizza, e te ajudo se você quiser fazer o mesmo “) ou contrate uma empregada doméstica – qualquer coisa para acabar com o estresse ambiental, dando-lhe mais força para lidar com tudo em sua vida.

Remova fontes de tentação de sua vista. Quando você está de dieta, frascos de Nutella e folhetos de pizza são proibidos. Fumantes, escondam os isqueiros. Longe da vista, longe do coração.

Coloque lembretes e toques construtivos em seu ambiente. A mellhor imagem de si mesmo na porta da geladeira. Na verdade, minha escala do corpo está permanentemente colocada na frente da geladeira. É como aqueles experimentos comportamentais meticulosamente projetados em ratos, com a exceção de que é você deliberada e especificamente quem controla o seu próprio comportamento.

Se você quiser reduzir o estresse, você pode iniciar uma “dieta” de baixa informação. Isso não significa isolar-se do resto do mundo – em vez de iformações inúteis, sugiro escolher qualidade ao invés de quantidade. Busque fontes de notícias de alta qualidade. Ignore completamente notícia e mídia sensacionalista. Se te causa raiva, provavelmente não se trata de um bom jornalismo, e definitivamente não é bom para a sua aptidão mental.

A lógica implícita para edificar a disciplina é o de estabelecer uma relação mais construtiva e melhorar o equilíbrio de poder entre as suas funções executivas mais elevadas – sua mente adulto racional – e seus três anos interior, idade que deprime suas decisões.

Não se engane, que ainda há um pouco de idiota lá. A personalidade humana é como uma árvore – ela cresce para fora, adicionando camadas, mas suas raízes nunca vão embora. (Bem, tecnicamente árvores mais velhas tendem a ser ocas, enquanto os seres humanos antigos lançam camadas exteriores primeiro e e depois regridem para uma segunda infância, mas … todas as comparações têm os seus limites). A criança ainda está lá, com a sua impulsividade, falta de atenção e busca por recompensas instantâneas. Geralmente, você quer que suas funções superiores estejam no controle. Isso é mais difícil quando você está cansado ou estressado, daí a importância da atenção, meditação e gestão ambiental.

O interior e exterior, em geral, são os dois ramos da gestão da função executiva, o que eu gostaria de aplicar agora. Uma grande coisa, de fato.

Tradução do texto Practical discipline

Maurício Gieseler

Advogado em Brasília (DF), este blog é focado nas questões que envolvem o Exame Nacional da OAB, divulgando informações e matérias atualizadas, além de editoriais, artigos de opinião e manifestações que dizem respeito ao tema. Colocamos, também, a disposição de nossos visitantes provas, gabaritos, dicas, análises críticas, sugestões e orientações para quem pretende enfrentar o certame. Tudo sobre o Exame de Ordem você encontra aqui.

Newsletter